Penha hasteia pela primeira vez a Bandeira Azul na Praia Grande






A primeira praia de Penha a receber a certificação internacional Bandeira Azul teve o hasteamento oficial na tarde de 17 de dezembro. A solenidade foi restrita a autoridades municipais, empresas parceiras do projeto, representantes do Programa Bandeira Azul no Brasil e imprensa. Agora, a Praia Grande passa a integrar um seleto grupo de apenas 24 locais no Brasil que ostentam a certificação, dos quais 13 estão no estado de Santa Catarina.



O processo de candidatura a Bandeira Azul começou no ano de 2018, sendo aprovada neste ano pelo júri internacional que avalia uma série de critérios ambientais, educacionais e de infraestrutura. A solenidade contou com a presença da coordenadora nacional do programa, Leana Bernardi. Além da bandeira para o hasteamento, ela entregou também uma bandeira simbólica ao prefeito de Penha, Aquiles da Costa, que está licenciado para férias mas compareceu ao evento.





Homenagem


O então secretário de turismo na época da candidatura, Arnaldo Dias, foi lembrado e homenageado pelo prefeito em seu pronunciamento, que destacou o empenho de Arnaldo para a inclusão da Praia Grande no programa Bandeira Azul. Arnaldo faleceu no dia 6 de dezembro e este foi um dentre os inúmeros legados ao turismo deixados por ele.


Vantagens da certificação e as novas candidatas


Aquiles acrescentou que pretende fazer de Penha a cidade com o maior número de praias certificadas pelo Programa Bandeira Azul. Destacou a geografia e a natureza privilegiada da cidade e ressaltou que o turismo é responsável pela maior parte do PIB municipal. Além disso, o prefeito destacou que a certificação Bandeira Azul também vai atrair novos investimentos.




O Secretário de Turismo, Cleber Neumann, lembrou dos esforços conjuntos entre as entidades representativas da região, como as Associações de surfe (ASAPG) e também a de moradores da Praia Grande e Região (AMAPG), somados aos comitês do Projeto Orla, Univali, Beto Carrero World e representantes do poder público que se engajaram no projeto e nas ações que levaram a aprovação para a Bandeira Azul.






Para a coordenadora do Programa Bandeira Azul no Brasil, Leana Bernardi, a certificação da Praia Grande é precursora de um movimento muito maior. Agradeceu a comunidade e afirmou que os esforços devem ser contínuos para a manutenção desta importante certificação.



A certificação vale para a temporada 2020/2021 e para ser renovada todos os critérios exigidos devem ser reavaliados e novamente aprovados pelo júri internacional. Duas praias do centro agora devem ser as próximas candidatas a certificação Bandeira Azul: a Praia da Saudade e a Bacia da Vovó.





O Programa


Criado em 1987, o Programa Bandeira Azul é uma iniciativa europeia da FEE (Foundation for Environmental Education – Fundação para Educação Ambiental) e conta com apoio de diversas instituições internacionais. No Brasil, está desde 2004, sendo responsável pelo programa no Brasil o Instituto Ambiente em Rede, com sede em Florianópolis.



Entre os objetivos do Programa Bandeira Azul está elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro, além de incentivar a realização de ações que conduzam à resolução dos conflitos existentes. A aprovação de uma praia, marina ou embarcação acontece após avaliação dos relatórios por um júri internacional e acontece anualmente na cidade de Copenhague, na Dinamarca.





Veja a Galeria completa de fotos no Facebook