Lideranças do Turismo debatem a retomada do setor nas cidades do litoral norte




Por Rodrigo Knack / Editor da Revista Livre e Jornal Aqui
Imagens: Kukinha Kulka



Na tarde do dia 30 de março uma reunião virtual uniu as cidades de Penha, Balneário Piçarras e Barra Velha a Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa e ao Governo do Estado, através da SANTUR.


Participaram do encontro o presidente da SANTUR, Leandro "Mané" Ferrari, o deputado Estadual e presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Alesc, Ivan Naatz, o Diretor Administrativo e Financeiro do Beto Carrero World, Edilson Doubrawa,  o Secretário de Turismo de Penha, Cleber Neumann, o diretor presidente da Fundação de Turismo, Esporte e Cultura de Barra Velha, Ricardo Pierre da Costa, o Secretário de Turismo de Balneário Piçarras, Lávio Dalfovo, o presidente do Conselho Municipal de Turismo de Penha e do Núcleo de Turismo da Acipen (Ahorepe), André Locatelli, o presidente do Núcleo de Pousadas de Penha (Nuphope), Aurélio Idalgo Souza e o vereador de Penha Everaldo Dal Posso, o Italiano. O encontro foi mediado pelo assessor parlamentar do Deputado Ivan Naatz na região norte, Luiz Américo Pereira.


Na pauta, os desafios do turismo em tempo de pandemia e o desenvolvimento turístico pós pandemia. Abrindo a reunião e agradecendo aos presentes, Luiz Américo lembrou que o turismo responde por 12% do PIB de Santa Catarina e gerou cerca de R$ 33 bilhões de receita em 2019, antes da pandemia.





:: Vacinação e turismo



O Deputado Estadual Ivan Naatz considerou que, com a vacinação da população adulta, haverá um boom de turismo e que Santa Catarina precisa estar preparada para receber a grande demanda. O presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente acredita que a imunização se complete nos adultos até novembro.


Ivan Naatz reforçou que o turismo não tem bandeiras partidárias e que todos estão defendendo a mesma causa. Ao citar a região, ressaltou que o Beto Carrero World é uma referência turística, grande gerador de empregos e renda direta e indireta, por isso, é preciso criar mecanismos para destacar o parque para além dos seus limites.


O Deputado sugeriu ao município a criação de uma "Zona de Interesse Social" nos entornos do Beto Carrero World, com padronizações e tematizações que vinculem o parque e os empreendimentos em volta, criando uma identificação para os visitantes e reduzindo a poluição visual que existe atualmente pela falta de regulamentações.


O parlamentar colocou à disposição a Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Alesc para trabalhar nos projetos, em parceria com os municípios e o governo do Estado, via Santur. 





:: Preparação


O presidente da Santur, Leandro "Mané" Ferrari, destacou que recebeu os prefeitos de Balneário Piçarras e também de Penha. Para ele, a região tem muito potencial e citou como exemplos o Programa Bandeira Azul nas cidades de Balneário Piçarras e de Penha. Destacou ainda que o turismo náutico, de pesca e atividades ligadas ao mar devem ser fortalecidos.


Mané Ferrari acrescentou que a Santur vem desenvolvendo projetos internos ao longo destes meses em que o turismo foi afetado pela pandemia. Estes projetos, de acordo com ele, representam economia pela forma que vêm sendo feitos e vão ajudar na retomada do turismo quando a situação começar a normalizar.


O presidente da Santur afirmou que existe atualmente um embasamento técnico, a partir de estudos mapeados, dados e equipes, para ter a real dimensão da importância do turismo na economia de Santa Catarina e que todo esse conhecimento está sendo aplicado no desenvolvimento dos projetos, citando como um exemplo a formatação de sinalizações turísticas multilíngues, que devem começar a serem implantadas em breve em todo o estado.


"Assim que tudo isso passar o turismo vai explodir e precisaremos estar preparados", destacou Mané Ferrari, reafirmando o compromisso de trabalho conjunto entre a Santur e a Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Alesc, colocando-se também à disposição para apoiar nos projetos de integração entre as cidades entre Navegantes e Barra Velha.





:: Valorização da cultura regional



Edilson Doubrawa, Diretor Administrativo e Financeiro do Beto Carrero World, defendeu um turismo ordenado e o envolvimento do parque com toda a região. Destacou que está sendo elaborado um plano conjunto entre o Beto Carrero World, o projeto Desenvolvimento Econômico Local (DEL) e os setores ligados ao turismo da região e que haverá nos próximos dias uma reunião com uma equipe do renomado urbanista Jaime Lerner para a criação desse plano e que o mesmo vai envolver todo o setor turístico.


Edilson concordou com a proposta de tematização das áreas no entorno do parque, citando grandes destinos mundiais. Na sua visão, essa tematização deveria valorizar a cultura regional (pesca, tradições de bases açorianas e natureza) pois isso cria identidade para os visitantes e orgulho para a população local. Lembrou do projeto apresentado pela gestão municipal do Distrito Turístico, mas lamentou que a ideia não teve avanços desde o seu lançamento.


Em conformidade com os participantes anteriores, de que o Beto Carrero World é o maior impulsionador do turismo regional, Edilson também defendeu a integração entre os municípios, de forma a desenvolver toda a região.




:: Novos atrativos


O Secretário de Turismo de Penha, Cleber Neumann, citou as ações que vêm sendo desenvolvidas desde que assumiu a pasta, há quase 1 ano. Em destaque, colocou as adequações da Praia Grande para a conquista da certificação internacional Bandeira Azul e a inscrição de novas praias da cidade nas próximas etapas.


Cleber afirmou que vem sendo feito um planejamento de curto, médio e longo prazo, em parceria com o trade e o Beto Carrero World, para o desenvolvimento do setor com estruturação das praias, proteção dos recursos naturais, acessibilidade e a criação de novos atrativos turísticos ligados ao ecoturismo, a rica história e a cultura de Penha. Citou, entre alguns exemplos, a criação do Parque Municipal da Ponta da Vigia e a revitalização da Avenida Alfredo Brunetti.


O Secretário de Turismo fez um convite à participação no Seminário de Turismo, que deve acontecer no dia 20 de abril de forma online, onde serão debatidos com especialistas e o trade os rumos para o setor neste momento desafiador e no futuro, para melhor receber os visitantes e gerar renda para todos os que vivem do turismo na cidade.







:: Aproximação e novas rotas


O Presidente da Fundação de Turismo, Esporte e Cultura de Barra Velha (FUMTEC), Ricardo Pierre da Costa, destacou que o município vem encontrando algumas dificuldades neste início de nova gestão, entre elas a infraestrutura e uma certa desconexão entre o poder público e o trade, algo que vêm buscando reverter através de uma aproximação com os comerciantes e hoteleiros.


Pierre destacou que estão sendo traçadas estratégias de capacitação em parceria com entidades como o Sebrae, além da criação de novos atrativos turísticos. Citou, como exemplo, o fomento a atividades náuticas na lagoa, a criação de uma rota turística rural e também de cicloturismo, com cerca de 250 km na região da Amvali (Vale do Itapocu).


A área das Pedras Brancas e Negras, segundo Pierre, merece um destaque à parte por sua estrutura geológica rara no mundo, além de ser uma região de restaurantes renomados. Outro projeto prevê um mirante no alto do morro da Praia do Grant e até uma tirolesa ligando com a Ilha das Canasvieiras. O presidente da Fumtec ressaltou que já vem buscando integração com Balneário Piçarras e solicitou ao Secretário de Turismo de Penha uma conversa para ampliar a atuação regional para o turismo.



 

:: Expectativa


Para o presidente do Núcleo de Turismo da Acipen - Ahorepe e do Comtur, André Locatelli, a grande expectativa do empresariado atualmente é o que vai acontecer após o fim dos decretos vigentes até o dia 5 de abril. André destacou que o público está com muito receio em vir visitar Santa Catarina porque não sabe o que vai acontecer, se vai poder sair à noite, se vai poder ir à praia ou se vai encontrar alguma restrição mais rígida.


Como um dos representantes do empresariado ligado ao turismo, André afirmou que o grande anseio da classe é que o governo estadual não recorra mais a fechamentos e restrições no turismo, pois as empresas estão adequadas em todos os protocolos de segurança para bem receber.



  

:: Unir as forças


Também reforçando as expectativas da classe empresarial ligada ao turismo, o presidente do Núcleo de Pousadas e Hotéis de Penha (Nuphope), Aurélio Idalgo Souza, concordou que os decretos restritivos criam dificuldades para o setor e geram desemprego. Para ele, também existe uma preocupação do empresariado quanto aos novos rumos após o fim do atual decreto em vigor e isso gera insegurança para os turistas.


Aurélio lembrou da carta aberta divulgada no dia 18 de março, onde mais de 70 empresas ligadas ao setor turístico pedem pela manutenção das atividades. Reforçou que é preciso buscar soluções de forma conjunta e não unilateral e, para isso, unir as forças entre governo, sociedade civil e todos os que dependem do turismo, é fundamental.


O assessor parlamentar do Deputado Ivan Naatz, Luiz Américo, acrescentou que a carta aberta será apresentada na próxima reunião da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Alesc.



:: Incentivos fiscais


O vereador penhense Everaldo Dal Posso destacou que cada cidade tem o seu perfil e essas particularidades devem ser exploradas. Para ele, o turismo movimenta muitas cidades da região e acabou sendo muito prejudicado ao longo da pandemia e, por isso, deve-se lutar para a manutenção das atividades, principalmente cuidando da segurança de todos. 


Everaldo destacou que Penha tem muitas belezas naturais e tem potencial de concorrer com muitos destinos mais famosos. Defendeu também a proposta de padronização visual e tematizações, sugerindo incluir atrativos da cidade nas sinalizações turísticas de forma a divulgar ainda mais as belezas e opções da cidade.



O vereador afirmou que, além da Avenida Alfredo Brunetti, as outras principais vias também deveriam ser revitalizadas. Acrescentou que enviou um anteprojeto ao Executivo visando incentivos fiscais para os proprietários fazerem a padronização com acessibilidade das calçadas.





:: Viaje + SC e linhas de crédito



Nas considerações finais, o Deputado Estadual Ivan Naatz destacou que o estado, através da Santur e em parceria com a Assembleia Legislativa, estão desenvolvendo um plano de recuperação do turismo, que vai incluir uma linha de crédito para empresas do setor. Defendeu que esse crédito deve ter acesso facilitado, sem burocracias e com juros subsidiados pelo governo.


Ivan Naatz acrescentou que apresentou um projeto de lei criando as "cidades de interesse turístico", com incentivos diferenciados para o desenvolvimento do turismo nesses municípios. Defendeu que não deve haver lockdown no estado, posição esta também apoiada pelos demais participantes, pois, de acordo com o Deputado, Santa Catarina está preparada para receber com segurança os turistas, porém, eles precisam saber disso, caso contrário, ainda haverá receio por parte dos visitantes.


O presidente da Comissão parlamentar de Turismo e Meio Ambiente reforçou que o estado e a Alesc estão fazendo a sua parte, sendo necessário os prefeitos, empresários e população também contribuírem para que a retomada das atividades seja efetiva e segura.


O presidente da Santur, Leandro "Mané" Ferrari, ressaltou que é importante aos estabelecimentos ligados ao turismo - meios de hospedagem, alimentação, passeios e afins - façam a adesão ao selo Viaje + SC, um dos pioneiros do país em protocolos de segurança sanitária e higiene, formatado desde o ano passado baseado em critérios internacionais.


Para ele, é importante disseminar a informação sobre a segurança dos estabelecimentos, pois assim os turistas terão mais confiança em vir a Santa Catarina. Ferrari acrescentou que, quanto maior a adesão ao Viaje + SC, maior será o trabalho do estado em divulgar o estado nos principais mercados emissores como um estado seguro para o turismo.


O presidente da Santur acrescentou que está sendo finalizada uma linha de crédito de R$ 230 milhões para o setor de turismo, com fundo garantidor do governo do estado e que vem sendo desenvolvido em conjunto com o Badesc.


Foi definida, ao final, a criação de um grupo de trabalho integrado entre as cidades de Navegantes, Penha, Balneário Piçarras e Barra Velha, que vai levar adiante as discussões, propostas e ações para o desenvolvimento turístico dos municípios da região. Este grupo terá reuniões periódicas para discutir e avaliar as ações ao longo dos próximos meses, de forma a fortalecer ainda mais a região no cenário turístico estadual e nacional.