Núcleo de Turismo da Acipen apresenta plano de ações

Praia Grande, a primeira de Penha certificada com o Programa Internacional Bandeira Azul



Por: Rodrigo Knack / Aqui Comunika


Conhecer a cidade e o nosso turista para oferecer as melhores opções, responsabilidades do trade e do poder público que devem ser trabalhadas em conjunto e, assim, fazer de Penha uma referência turística.



O Núcleo de Turismo da Associação Empresarial de Penha - Acipen, apresentou na noite de 16 de fevereiro a empresários e representantes ligados ao setor, um resumo do plano de trabalho desenvolvido pelos coordenadores a partir de pesquisas realizadas pela equipe. 


A nova logo do núcleo também foi apresentada, identidade visual que busca unir os atrativos e opções da cidade. O evento, no Kartódromo Internacional Beto Carrero, contou também com sorteios de passeios e gastronomia aos presentes.






Conhecer e vivenciar 


Os coordenadores apresentaram as suas experiências e os objetivos ao assumirem os trabalhos do Núcleo de Turismo. Também lançaram desafios aos presentes: “Você conhece mesmo Penha?”.


De acordo com a secretária Elaine Straube Iwamoto, para que seja possível apresentar os atrativos de Penha aos turistas é preciso conhecer e, principalmente, vivenciar. Neste sentido o núcleo pretende auxiliar os empresários e o poder público a ampliar a visibilidade do destino Penha, além de atrair e reter visitantes.



Para buscar alcançar esses objetivos, a proposta do Núcleo de Turismo pretende trazer benefícios aos nucleados através de parcerias e descontos, a retomada do programa Selo de Qualidade, além de ações conjuntas com o poder público e integradas com os municípios da região. Estruturar e preservar trilhas, desenvolver eventos de experiência, promover a cultura e identidade da cidade, além de pesquisa das necessidades dos nucleados e participação em eventos de turismo também estão entre as ações previstas no plano.



Eduardo Soares, o coordenador do Núcleo de Turismo, destacou algumas das ações que estão em andamento dentro do plano de trabalho apresentado. Entre elas, reuniões com a secretaria de turismo de Penha e também o consórcio de turismo regional Costa Verde & Mar. Também destacou as reuniões tratando sobre tratamento de esgoto, transporte coletivo, fiscalizações e limpeza das praias e embarcações, entre várias outras. Reforçou que grandes destinos dão certo pela participação efetiva do empresariado, unida ao poder público.






Para o secretário de Turismo, Cleber Neumann, é fundamental o trabalho conjunto e colocou a secretaria a disposição. Relatou ações desenvolvidas pelo governo municipal voltadas ao turismo e a infraestrutura, entre elas a revitalização da Avenida Alfredo Brunetti, lixeiras, sinalização e banheiros públicos em praias. Apresentou algumas das ações previstas para os próximos 3 anos e também destacou o Programa Bandeira Azul, que certificou 3 praias nesta temporada: Grande, Saudade e Bacia da Vovó.



Cleber também citou as rotas turísticas voltadas, entre elas, a história da cidade e a colonização da região, aos caminhos dos antigos pescadores em meio a Mata Atlântica, a educação ambiental e, mais recente, uma mais aventureira que une remada, trilhas e rapel nos costões cercados de mata e oceano.



E, para que essas e novas rotas possam ser ofertadas aos turistas, é preciso organização e planejamento. Will Komiyama , secretário adjunto do Núcleo de Turismo, relatou uma das ações em andamento, o mapeamento de trilhas com engenheiro ambiental, guias e especialistas em turismo. Como grande parte das trilhas estão em áreas privadas e de preservação, o mapeamento pretende estudar o uso turístico com o mínimo impacto ambiental. Com isso está sendo elaborado um plano de intenções que deverá ser aprovado antes de se tornar um projeto.



Responsabilidade de todos




A secretária Elaine reafirmou que o núcleo quer valorizar o que a cidade tem de bom, e através de ciclos e palestras pretendem destacar as virtudes da cidade e assim saber apresentar aos visitantes, de forma a fazer com que fiquem mais tempo na cidade, em especial na baixa temporada.



Para tanto, a orientação do Núcleo de Turismo é: Não dá pra esperar tudo do poder público, pois é apenas um meio. A iniciativa privada precisa participar, mais que criticar, é preciso agir e também fiscalizar. O recado final deixado aos participantes, para que o turismo de Penha se torne uma referência: "Todos nós somos responsáveis".


Postagem Anterior Próxima Postagem